novembro 20, 2017

Silêncio

Levantei cedo, sentei na mesa do café. Enquanto observava o tempo, bati dois ovos com um pouco de queijo e pimenta do reino. Pus na frigideira. A água do café já borbulhava quando passei-o pelo filtro.

Um copo de café quente na mão e um cigarro na outra. Observava o tempo. Corri para a academia tentando retomar o hábito. Todo suado, emendei a malhação com a limpeza da casa.

Tudo impecável. O chão brilhava. O sol que fazia começou a se esconder dentre as nuvens. O tempo mudou. Um leve chuva molha as ruas de Vitória neste momento e eu continuo a observar o tempo.

Entre cada gota da chuva que se choca no chão, um enorme silêncio. Nem o tique-taque do relógio se ouve daqui.

Nenhum comentário: