junho 05, 2017

Conto de fadas

Era tarde. Estava ela deitada numa cúpula de vidro adormecida para sempre. A chuva caía lenta dentre as folhas da floresta. A rainha má tinha tido sua vitória. Amigos cercavam o caixão incrédulos ao aguardo do milagre anunciado com a chegada do príncipe.

O beijo poderia quebrar a maldição e trazer o final feliz. Um suspiro de alívio, um brilho no olhar de esperança. Lentamente o príncipe se abaixa e beija a princesa.

Nada acontece. O beijo que não ressuscita. O amor que não cura. A princesa que não quer voltar.
Passou um café, montou um cavalo e foi embora.

Nenhum comentário: