abril 30, 2016

madrugada fria

O frio da madrugada
os pés gelados embaixo das cobertas

sem outros para te aquecer.

todo o espaço
todo o vazio

Nenhum comentário: