novembro 29, 2014

Tic-tac fatal

Seu silêncio é como faca.
Não deixe o tic-tac do relógio me cortar mais.

novembro 07, 2014

Da simpatia à primeira vista

Veio amável como quem não quer nada
Sorriu e a simpatia estava ali
Estampada

Dos seus olhos
Duas facas perfuram seu peito

Dos perigos ao álcool

Pega essa vodca e bebe
Mas se afasta

Você não sabe o perigo que corre

Maldade da carne

Posso sentir a energia de longe

Vem queimando feito fogo
Arde como pimenta
Coça sem graça como pó de mico

Como pode um olhar dizer tanto?

Incêndio no jardim

O incêndio que atingiu as flores do jardim
ainda traz a lembrança do pólen

Cheiro, rastro, cinzas
Tudo ainda está no mesmo lugar