dezembro 21, 2012

Eu tenho que ir [x]

Era a chance de sair da tristeza.
Anos se passaram e aquele ardor  que embala desaparecera.

Olhos nos olhos, quase sempre num teatro do sexo.
Queria porque queria alguém. Alguém que não existia.

O teatro, regado quase sempre à cerveja e vinho, consagrava-se nos beijos.
Beijos curtos, empolgantes, libertadores e:

- Eu tenho que ir...

dezembro 02, 2012

Dia a dia

O amor estava em suas lutas.

Em seus diários, muito chão
poucas companhias.

outubro 08, 2012

Cheiro de cidade molhada
As ruas estão úmidas

Lembranças que me vem a tona
Roupas molhadas
Cheiro de alcool

Tudo perdido no passado

agosto 28, 2012

Sem mim

Desisto de meus sonhos
na ânsia de levar as coisas.

Faço, faço, faço
continuo fazendo.

As coisas não se encerram.
é tudo como um grande círculo
que nunca acaba.

Estou rodando no tempo
sem mim

abril 05, 2012

Estrela [2]


A barata parecia mais minha amiga que muita gente.
Acho que vou andar com uma vassoura por aí.
Matei uma barata artista.

Vai com deus, estrela.

março 05, 2012

Golpe

Me tiveram nas mãos, dócil, cuidadoso
me apertaram, me empurraram contra o muro.
Tentaram me mostrar o caminho.

Continuei iludido pela visão de outrora
Neguei a verdade que via.

Como um golpe me bombardeado,
e sem defesa

me armo para destruir vocês.
se preparem.

fevereiro 26, 2012

Guerra [3]

E a proteção dos muros do castelo está acabando.
A guerra está prestes a começar.
Levantem suas armas.

O inimigo avança.

fevereiro 25, 2012

Chega a hora de ser forte. Mais ainda.

fevereiro 24, 2012

E dizer adeus às suas referências é tão difícil.

fevereiro 21, 2012

Partida

E nos pensamentos
do que nunca vou ter de volta.