agosto 31, 2010

Em branco

.
.
.
.
.
.
.

.
.
.
.
.
[espaço em branco]

Vida de Circo [2]

O palhaço ri de sua própria babaquice.
Vida difícil.

Risos são lágrimas
lágrimas são ganha pão.

Não mendigarei atenção...

agosto 29, 2010

Decisões na Indecisão

Sempre quis fugir

Um dia
eu fui lá fora
ver o mundo

Não sei mais onde ir.

agosto 25, 2010

decepção

O mistério da solidão
escondido atrás do relógio

o movimentar dos ponteiros
que retomam sempre o mesmo ponto

dia após dia
a história se repete

agosto 21, 2010

Música

E me falta a música
que toca o meu ritmo
meu espírito
minha presença

Confusão [X]

E o que vai ser quando os sorrisos se dissiparem no ar?
Do momento de alegria, o medo da tristeza
a sombra fúnebre de algo que não existiu

Solidão

E da solidão
de conversar com espelhos
quando se é cego

Vida de Circo

Cansado das migalhas
e dos restos de tomate
que me atiram.

agosto 20, 2010

Sem face

Descubro que o sem nome
não tem face

ou que o sem face
não tem nome

não sei
não consigo definir

agosto 19, 2010

Desconhecimento

E a revolta só me cresce no peito
Fazem-nos de bobo
mas não sabem
o poder que temos

agosto 18, 2010

Os barcos

Os barcos afundaram
levaram com eles
os tesouros que nunca achei

meus mapas,
meu rumo,
minha caneta.

Mágico de Oz

E a estrada
dos tijolos de ouro
mais parece uma esteira

me puxa
me leva

let's go, so!

agosto 17, 2010

culpado

Que forjem as verdades
minha inocência privada

joguem a culpa em mim

eu só quero

E deste mundo
eu só quero
sumir

agosto 16, 2010

Queda-livre

Cordas giram ao meu redor
o vento perpassa meu corpo

estou girando
girando e caindo

nada me assusta
não quero parar

agosto 13, 2010

Sussurro

E quando menos se espera
eu sussurro
'me tire daqui'

agosto 11, 2010

Série de Filmes

Incrível como os personagens mudam
e a história continua a mesma.

agosto 10, 2010

Passam

Triste pensar
que as amizades
passam

agosto 08, 2010

Entendimento

Há coisas que sua dor não pode entender

Me leve
Me deixe

Esqueça que existo.