maio 31, 2010

Silêncio

E o silêncio hoje é tão grande
que nem consigo ouvir meus pensamentos.

maio 29, 2010

Realidade

E agora que conhecem mais uma de suas faces
Acham que sabem quem você é.

maio 28, 2010

Contador de Histórias

E conto as histórias
que eu não vivi

maio 23, 2010

O fim

Penso no caminho das pedras
A fronteira tempo-espaço
e todos os clichês que giram
e giram.

Passo pelos romances
perdidos entre as árvores
e prédios.

Não sei. Não dá mais.

Quero que você seja muito feliz, moça.
Entre nós, acabou.

maio 21, 2010

Lost in my decisions

Se arrependimento matasse...

(Ainda nos encontraremos de novo)

maio 17, 2010

O Vento

E hoje o vento não tem cheiro de revolução

maio 15, 2010

Abismo

Seguro por cordas
Cordas que me estabilizam
Estabilizam e tremem.

Tremem, mas não largo.
E me jogo no abismo.

maio 09, 2010

O mar

Me perdi pelos caminhos que olhávamos o mar...


maio 07, 2010

Destino

E eu já não imaginava
O que poderia me acontecer.


Sigo por esses caminhos,
sei lá quais,
me guie.

maio 01, 2010

Eu e você

E beijo seus lábios repentinamente.
Sua cara de susto e desaprovação e medo e mistério
e de agrado,
Gosta de mim. Eu sei.

E mordo seus lábios,
mordo mesmo,
corro para a orelha
numa tentativa sempre frustrada
de quase fazê-las em pedaços.

Me animo
sei que você nota
e mordo e beijo tudo que me dá vontade.

Você me conquista, moça.
Beijo e mordo e te abraço e conto uma piada.


(Não consigo me entregar.)